terça-feira, 12 de junho de 2012

    Quebra de rotina

    Então, em pleno domingo, você estuda pra prova de matemática (que será aplicada na segunda) das 14h até as 18h. Relaxa um pouco jogando Dead Space 2 e vai dormir em seguida. Acorda no horário de sempre e vai trabalhar.

    Vai almoçar as 12h e depois leva o carro na oficina. Como de costume, antes coloca a carteira no painel, atrás do volante. Lá, o mecânico e você dão uma volta no carro e depois o param em frente à oficina. Com o orçamento feito, pega o carro, volta pra casa e vai trabalhar de novo.

    Quando chega no trabalho, vai esvaziar os bolsos e percebe que não está com a carteira. "Sem problemas", pensa. "Deixei ela no carro. Depois eu pego, antes de ir pra faculdade." E aí, as 17h, quando abre o carro... CADÊ A P***A DA CARTEIRA?

    Revira o carro, revira a casa, volta pro trabalho, revira as gavetas. E nada! Perde o transporte. Perde a prova de matemática. Tudo isso depois de perder a carteira. Perder, não. De ter ela roubada! Só pode! Lembra dos elementos estranhos que perambulavam na oficina, enquanto deixou o carro destrancado e com a carteira dentro.

    Então você vai na delegacia fazer um BO, já que todos os seus documentos estavam na carteira. E você é orientado pelo delegado (ou vai saber quem era aquele cara) a ir na oficina pra checar as câmeras de segurança e pegar informações sobre quem poderiam ser as pessoas que rondavam o local no momento... Tudo bem que não é um caso grave, MAS QUE POLÍCIA É ESSA QUE MANDA VOCÊ MESMO IR FAZER AS INVESTIGAÇÕES?!?

    Volta na oficina e pede pra ver os vídeos das câmeras de segurança, depois que o próprio mecânico procura a carteira no interior do carro, com lanterna e tudo. Não acha e você começa a ver as gravações. Nas imagens, algumas pessoas se aproximam do carro, mas não chegam a abrir a porta. Ninguém pode ter pegado a carteira. Ela não foi roubada. Você a perdeu. MAS ONDE?

    Aí o mecânico vai dar mais uma olhada no interior do carro e você vê a carteira, do lado do banco do carona. E não faz a menor ideia de como ela foi parar ali.

    PUTZ! ¬¬

    4 Comentários:

    Álvaro disse...

    kkkkk loooool mas que m*...

    himeko disse...

    imagino a tua cara nessa hora huhahahauh

    Eduardo Rolim disse...

    Nossa, já passei por essas com chave da moto, com cartão de crédito, com capacete ...

    Mas no geral, isso só ocorre quando temos o costume de colocar as coisas sempre no mesmo lugar. Quando elas não estão lá, a gente não consegue procurar em outros lugares, pq não eram pra estar lá hehe

    Mas que é foda, é foda!

    kary albuquerque disse...

    kkkkkkkkk nossa aqui vos fala a rainha dos micos