terça-feira, 5 de janeiro de 2010

    Detonado de Kingdom Hearts - Chain of Memories (GBA) - Reverse/Rebirth

    É isso aí... Mais um post sobre KH-CoM de GBA. Esse é o detonado da história de Riku. Repare que ele parte do Subsolo do Castelo e que não se pode editar o baralho. Leia os próximos posts, que serão sobre as quests e dicas desse exelente jogo.

    -----
    SUBSOLO 12: HOLLOW BASTION

    - Carta de Inimigo: Defender - Diminui o dano recebido de ataques físicos.

    Este primeiro mundo é mais para se acostumar com o modo de jogar de Riku. Você pode ver que Riku já começa bem mais forte que Sora, derrotando os inimigos com poucos golpes.

    -----
    CHEFE: Dragon Maleficent

    - Carta Disney: Três pedras ficam na frente de Maleficent. Subir nelas faz com que o fogo não te acerte, e também fica mais fácil acertar a cabeça de Maleficent. Toda vez que Maleficent bate no chão, uma pedra desaparece. Para que a carta apareça, destrua qualquer um dos fogos verdes quando eles aparecem após o ataque do fogo.

    - Prêmio: Carta Dragon Maleficent.

    A mesma chefe da história de Sora, com Riku será bem mais fácil. Além de a chefe ter menos HP, Riku é bem mais forte que Sora. Lembre-se de destruir um dos fogos verdes para ganhar a carta Disney.

    -----
    Entre os Subsolos 12 e 11

    A partir deste andar, você ganha a Friend Card do Mickey. Ela é muito útil, para não dizer indispensável. Ela é o único modo de Riku curar-se por enquanto, além de fazer todos os inimigos ficarem tontos (até alguns chefes), e recarregar o baralho de Riku instantaneamente. Caso use um sleight de duas ou três dela, ela recuperará mais energia, chegando a uma barra de energia, no máximo.

    -----
    CHEFE: Ansem

    - Ataques:
    1) Submit!: Ansem diz "Submit!" e Guardian ataca direto em frente ao Ansem. Ele pode fazer vários destes seguidos, e sempre move-se para perto de Riku antes de usar este ataque. Pular, de preferência até ficar seguro, é o modo de escapar deste ataque irritante.
    2) Energia Rasteira: Ansem não avisa quando solta este ataque, muito cuidado. É mais fácil ver este ataque de longe, então se possível, saia da reta do ataque ou pule por cima.
    3) Rockshatter (sleight): Ansem se envolve em um escudo de energia e ataca pontos aleatórios da tela, sempre rebatendo ao chegar na parede.

    Ansem é um chefe estranho para quem já jogou a história de Sora. Ele fica o tempo todo de braços cruzados, dando ordens para Guardian (o heartless atrás de Ansem), que é quem ataca pelo seu mestre. Os ataques de Ansem são um pouco difíceis de desviar no começo, principalmente o ataque Submit!. Mas como Ansem não tira muita energia com seus ataques mesmo, fatalmente você será o vencedor.

    Caso queira quebrar o sleight Rocksplatter de Ansem, as cartas de valor 0 estão no final do seu baralho. Mas não pense que elas sempre estarão lá nos outros mundos, pois o jogo muda o baralho a cada mundo.

    -----
    DARK MODE - IMPORTANTE!

    Após a luta contra Ansem, Riku poderá usar o Dark Mode. Um contador aparece no canto superior esquerdo da tela, simbolizando os DP (Dark Points) de Riku.

    O contador aumenta em 1 quando Riku leva dano. O contador também aumenta ao se causar um Card Break. Nesse caso, o contador aumentará o número de pontos da diferença entre sua carta e a do oponente. Esse número é mostrado na tela, junto com as palavras Card Break. Por exemplo, se a diferença entre sua carta e a do oponente for 6, aparecerá "Card Break 6" na tela, e o contador aumenta 6 pontos. Lembrando que o máximo de um Card Break é 9, mesmo que a diferença seja maior do que isso. Por isso, só dá para ganhar 9 Dark Points de cada vez.

    Quando o contador chegar em 30, use qualquer carta para Riku se transformar em Dark Mode (se você causou um Card Break e o contador ultrapassou os 30 pontos, Riku se transformará sozinho). O contador mudará para o número de DP que você possui atualmente, estatística que você pode aumentar ao ganhar níveis. Exemplo: se você possui 26 DP, o contador mudará para 26, não importa se você tinha mais pontos do que isso antes de se transformar.

    Ao se transformar, as cartas serão reembaralhadas sozinhas (reload). Caso o inimigo quebre a carta ou sleight(Card Break) de Riku antes que ele pule, a transformação será interrompida. Se o inimigo causar Card Break depois de Riku pular a transformação não será interrompida.

    A carta ou sleight que Riku estiver usando ao se transformar será colocada de lado, como se tivesse sido usada (se for sleight, a primeira carta é perdida).

    Já em Dark Mode, Riku não pode mais aumentar o contador, e cada golpe que ele receber, independendo da força, diminuirá o contador em 5 pontos. Em Dark Mode, Riku fica mais forte, mais rápido, pode fazer sua manobra de pular em qualquer direção (duas vezes para frente, trás, cima ou baixo), e também terá acesso a três sleights: Dark Break, Dark Firaga e Dark Aura. Esses três sleights só estão disponíveis em Dark Form.

    Riku também pode pular duas vezes em Dark Form, basta apertar B duas vezes. É possível atrasar um pouco o primeiro pulo, para dar o segundo pulo apenas na hora certa. Se você atacar após o segundo pulo, verá que sai um ataque diferente, e bem forte. Esse ataque será muito útil para derrotar os chefes.

    Quando o contador chegar em 0, Riku voltará à forma normal sozinho.

    *Nota: O segundo golpe da sequência de Riku enquanto em Dark Form, deixa o alvo tonto por um instante. Pode-se manter o adversário tonto, basta interromper a sequência após o segundo golpe, e começar outra.

    -----
    SUBSOLO 11: TRAVERSE TOWN

    - Carta de Inimigo: Shadow - Aumenta o valor de todas as cartas em 1.

    O baralho aqui é bem limitado, você só começa com 6 cartas, incluindo a carta de inimigo "Shadow". Use a carta de Dragon Maleficent sempre, já que ela aumenta a força de seus ataques, e o efeito adverso dela (diminuir a velocidade de recarregamento das cartas) não atinge o Riku.

    -----
    CHEFE: Guard Armor

    - Prêmio: Carta Guard Armor.

    - Carta Disney: Derruba o chefe e as partes ficam todas separadas.

    Enquanto eu me dei ao trabalho de listar todos os ataques desse chefe na história do Sora, ele quase não ataca ao jogar com Riku, então vencê-lo será facílimo. Lembre de usar a carta Dragon Maleficent para aumentar o poder de ataque.

    -----
    Entre os Subsolos 11 e 10

    Apenas cenas.

    -----
    SUNSOLO 10: AGRABAH

    - Carta de Inimigo: Fat Bandit - Aumenta o dano causado ao acertar os inimigos pelas costas.

    Riku começa essa fase com 20 cartas de ataque, divididas em 5 grupos de 4 cartas, na ordem 7,6,4,3, então repete a ordem. Riku vem com um Hi-Potion também. Cuidado nesta fase, ela é um salto da fase anterior, visto que os inimigos são bem mais fortes e numerosos. Não vacile em usar a carta do Mickey, principalmente em sleights.

    -----
    CHEFE: Genie Jafar

    - Prêmio: Carta Jafar.

    Assim como no jogo de Sora, Jafar não pode ser atingido, sendo que o único jeito de vencê-lo é atacar a lâmpada que Iago fica carregando de um lado para o outro.

    -----
    Entre os Subsolos 10 e 9

    -----
    CHEFE: Vexen

    O mesmo da história de Sora, menos o sleight Iceburn. Ele soltará aquelas estacas de gelo lá pelo final da luta, mas nada que preocupe.

    -----
    SUBSOLO 9: MONSTRO

    - Carta de Inimigo: Search Ghost - Ao acertar o inimigo, você recupera um pouco de HP. Muito útil para recuperar energia.

    -----
    CHEFE: Parasite Cage

    - Prêmio: Carta Parasite Cage.

    Mais fácil do que na história de Sora, já que o chefe possui menos energia e Riku pode pular mais alto. Sempre espere para usar a carta do Mickey em um sleight de duas ou três, e use Dark Break sempre que possível.

    *Nota: Se por acaso pisar no ácido enquanto estiver em Dark Mode, você perderá energia, mas não perderá 5 DP, como aconteceria se recebesse um ataque normal.

    -----
    Entre os Subsolos 9 e 8

    Cenas.

    -----
    SUBSOLO 8: NEVER LAND

    - Carta de Inimigo: Pirate - Todas as cartas ficam com o valor 0.

    -----
    CHEFE: Capitão Gancho

    - Prêmio: Carta Hook.

    Embora na história de Sora fosse um dos chefes mais difíceis, aqui Gancho é ridículo de tão fácil. Tome cuidado apenas para não ficar com pouca energia, já que se Gancho usar a carta Pirate (efeito All Zeros - todas as cartas mudam para o valor 0), você não conseguirá curar-se tão cedo.

    -----
    Entre os Subsolos 8 e 7

    -----
    CHEFE: Riku Replica

    Transforme-se em Dark Mode o mais cedo possível e tente logo fazer Dark Aura (três cartas de valor 9), se ainda não tentou. De resto, o mesmo da história do Sora.

    -----
    SUBSOLO 7: WONDERLAND

    - Carta de Inimigo: Large Body - todos os ataques físicos recebidos pela frente serão anulados. Dura 1 Reload.

    Outra fase com cartas bem ruins no baralho. São 12 cartas de ataque, que sempre seguem a ordem "3,4,5,3,4,5...". Os Crescendos (buzinas) e as Creeper Plants podem te dar problemas, já que geralmente usam cartas de valor 6. O jeito é fazer sleights sempre que possível, até mesmo por que, se você usar a carta da Maleficent, a maioria dos inimigos morrerá antes de 4 golpes. Uma exceção é o Large Body, que necessita levar 5 golpes, mas é porque ele tem mais HP do que os outros heartless.

    -----
    CHEFE: Trickmaster

    - Prêmio: Carta Trickmaster.

    Outra luta fácil, raramente Trickmaster oferece algum perigo.

    -----
    Entre os Subsolos 7 e 6

    Cenas.

    -----
    SUBSOLO 6: ATLANTICA

    - Carta de Inimigo: Sea Neon - randomiza o valor de todas as cartas. Dura 1 reload.
    - Baralho: 5,5,5,5,4,4,4,4,3,3,3,3,2,2,2,2,1,1,1,1.

    Outro baralho "temático". O tema desta vez é feito de cartas que decrescem de 5 até 1, em grupos de quatro (5,5,5,5,4,4,4,4,3,3,3,3,2,2,2,2,1,1,1,1). A sua melhor aposta aqui é usar a carta Sea Neon para randomizar os valores das cartas. Embora possam sair algumas cartas de valor baixo a partir do efeito dessa carta, não serão tão ruins quanto ter quatro 2 ou quatro 1 seguidos.

    -----
    CHEFE: Ursula

    - Prêmio: Carta Ursula.

    Nada que cause muitos problemas, se já derrotou-a com Sora.

    -----
    Entre os Subsolos 6 e 5

    Cenas.

    -----
    SUBSOLO 5: OLYMPUS COLISEUM

    - Carta de Inimigo: Powerwild - troca os valores das cartas para seus valores simétricos. Ex: 1 -> 9, 2 -> 8, 3 -> 7, 4 -> 6. 0 e 5 são seus próprios simétricos. Dura 1 reload.
    - Baralho: 1,2,3,4,5,6,7,8,9,1,1,1,1,1,1,1,1,1,0,0,0.

    O baralho desta fase é bem ruim também, então use a carta Powerwild sempre, assim você troca todos esses 1s por 9s. Faça todo o possível para derrotar os inimigos antes de precisar dar reload. E já que você pode usar cartas de valor 9, isso faz com que esse seja um dos únicos mundos onde é possível usar Dark Aura.

    -----
    CHEFE: Hades

    - Prêmio: Carta Hades.

    Hades é bem mais difícil no jogo de Riku, o motivo principal é o baralho desta fase ser muito ruim, e Hades ainda faz sleights de vez em quando. Para quebrar estes, lembre das cartas 0 no final do baralho, e só use a carta Powerwild depois de transformar-se em Dark Mode, assim você pode fazer Dark Aura para terminar a luta mais rapidamente.

    -----
    Entre os Subsolos 5 e 4

    Cenas.

    -----
    SUBSOLO 4: HALLOWEEN TOWN

    - Carta de Inimigo: Wight Knight - aumenta a altura dos pulos.
    - Baralho: 7,7,6,6,5,5,4,4,5,5,6,6,7,7,7,6,5,4.

    -----
    CHEFE: Oogie Boogie

    - Prêmio: Carta Oogie Boogie.

    Mesma estratégia do Sora. Espere ele jogar os dados (sempre será uma carta de valor 7), dê Card Break neles três vezes seguidas e suba ao nível de Oogie Boogie para acertá-lo. Use a carta Dragon Maleficent para melhores e mais rápidos resultados.

    Salve antes de sair deste mundo.

    -----
    Entre os Subsolos 4 e 3

    -----
    CHEFE: Lexaeus

    - Prêmio: Carta Lexaeus.

    - Carta de Inimigo: Lexaeus.

    - Ataques:
    1) Combo: Lexaeus ataca duas vezes seguidas. O segundo golpe tonteia. Você pode interromper o golpe entre o 1º e o 2º acerto, com um Card Break.
    2) Impacto: Lexaeus bate com sua arma no chão. Esse golpe "emborca" a tela para um dos lados, e o impacto acerta apenas ao redor de Lexaeus, não a tela inteira.
    3) Arremesso: Lexaeus arremessa sua arma para cima. Ele tentará jogá-la direto na sua cabeça, então mova-se para não ser acertado (note a sombra). Depois de bater no chão, a arma rebate para fora da tela (ela ainda pode acertar você).
    4) Rockshatter (sleight): Lexaeus invoca uma pedra, a parte em pedaços, e joga estes contra você. Esses pedaços acertam Riku individualmente, isso quer dizer que cada um dos pedaços pode acertar Riku uma vez. Sem dúvida, seu ataque mais perigoso.

    Todos os ataques de Lexaeus são perigosos, não vacile diante dele, ou você já era. No início da luta, use suas cartas 0 para juntar pontos e mudar para a Dark Form. Não fique perto de Lexaeus muito tempo, ou ele acertará um combo, te deixará tonto, e fatalmente arremessará sua arma para cima, completando o combo e provavelmente te destruindo. Preste atenção também no ataque Rockshatter, ele tira muita energia se acertar de jeito, e ainda rebate na parede uma vez.

    Sempre ataque-o com o pulo duplo, para que ele tenha menos chance de revidar, e já que esse ataque tira mais energia mesmo, não há nada que te impeça de usá-lo direto.

    Deixe para usar sleights apenas quando ele começar a recarregar as cartas, ou ele fatalmente os quebrará. O sleight Dark Firaga parece não funcionar nele, então não o use. Se quiser curar-se, aproveite enquanto Lexaeus recarrega as cartas: ele quebrará seu sleight (use as cartas do Mickey sempre em sleights).

    Use as cartas de Maleficent (ataque maior), Jafar (evita que suas cartas de ataque sofram Card Break) e Oogie Boogie (recupera energia gradualmente) para dominar a luta. Prefira aplicar um combo e depois correr de Lexaeus, assim você apenas observa o que ele vai fazer e age de acordo.

    Tome cuidado no final da luta, Lexaeus tentará te tontear e arremessar a arma para cima direto, preste atenção para não ser pego por esse golpe.

    -----
    SUBSOLO 3: DESTINY ISLANDS

    - Carta de Inimigo: Nenhuma.
    - Baralho: 0,1,3,5,7,0,2,4,6,8,6,4,2,0,7,5,3,2,0.

    Nesta fase, a carta do Mickey não estará disponível. O jeito é usar a carta do Oogie Boogie e ficar andando em círculos.

    Embora o baralho seja bem fraco, a carta que você ganhou do Lexaeus compensa tudo. Ela é quase um Trinity Limit para o Riku. Quando a carta Lexaeus estiver ativa, sempre que você acertar um inimigo com o último golpe de uma sequência (o terceiro golpe - já que o máximo de golpes de uma sequência é três), há uma chance aleatória de ele ser transportado para algum outro lugar... mas isso não importa, é o mesmo que o inimigo ter sido derrotado, e você ganha a experiência. O efeito ainda funciona em mais de um inimigo por vez (caso o último golpe tenha acertado mais de um inimigo), mas não funciona em chefes.

    Talvez você queira continuar usando a carta da Maleficent para lidar com os inimigos comuns, já que o efeito da carta do Lexaeus parece aleatório DEMAIS para o gosto de qualquer um. Mas de qualquer maneira, use a carta, e tire suas próprias conclusões.

    -----
    CHEFE: Darkside

    - Prêmio: Carta Darkside.

    Ainda mais fácil do que na história de Sora. Riku pode pular direto na cabeça de Darkside, basta ir para baixo dele e e pular, "espremendo-se" nele. Você conseguirá acertá-lo na maior parte das vezes. Junte isso a uma carta Maleficent e a luta já é sua.

    -----
    Entre os Subsolos 3 e 2

    Cenas.

    -----
    SUBSOLO 2: TWILIGTH TOWN

    - Carta de Inimigo: Nenhuma.
    - Baralho: 9,6,3,8,5,2,7,4,1,6,3,0,9,7,5,3,1,0,2,4,6,8,0,2,9.

    Nesta fase, a carta do Mickey também não está disponível.

    Salve antes do primeiro evento (Key of Beginnings), pois é um chefe.

    -----
    CHEFE: Riku Replica

    Tão ou mais difícil quanto na história de Sora, esta réplica veio pra quebrar.

    Talvez a única opção razoável que você tenha é usar sua carta Darkside assim que Riku Replica usar sua carta (aparecerá "Sleight Lock" na parte de baixo da tela), assim você copia a carta dele. Depois disso, fique dando Card Break em Riku Replica até se transformar em Dark Mode. Então, use Dark Aura até o fim. Ele quebrará seu sleight algumas vezes, mas geralmente vai ficar parado e levar todos os golpes. Se não puder mais contar com os sleights, use a carta do Jafar, para que você possa dar pelo menos 20 golpes nele sem sofrer Card Break.

    Sempre que for atacar Riku Replica com golpes comuns, faça apenas o ataque do pulo duplo, já que Riku Replica quebrará seus combos de solo assim que for acertado pelo primeiro golpe.

    O que define se você vence ou perde aqui é a sua maestria no uso das cartas de inimigos. Só elas podem fazer o equilíbrio da luta pender a seu favor.

    *Nota: Se você não quiser copiar a carta do Riku Replica, use uma carta Parasite Cage para anular a carta dele.

    -----
    Entre os Subsolos 2 e 1

    Cenas.


    -----
    Subsolo 1: Castle Oblivion

    - Carta de Inimigo: Nenhuma.
    - Baralho: 8,8,8,7,7,7,6,6,6,9,9,9,6,7,8,9,8,6,7,9,9,6,7,8, Hi-Potion (9), Hi-Potion (0),0,0,0,0.

    -----
    CHEFE: Ansem

    - Carta de Inimigo: Ansem - esconde as cartas estocadas dos olhos do inimigo.

    1) Submit!: Ansem diz "Submit!" e Guardian ataca direto em frente ao Ansem. Ele pode fazer vários destes seguidos, e sempre move-se para perto de Riku antes de usar este ataque. Pular, de preferência até ficar seguro, é o modo de escapar deste ataque irritante.
    2) Energia Rasteira: Ansem não avisa quando solta este ataque, muito cuidado. É mais fácil ver este ataque de longe, então se possível, saia da reta do ataque ou pule por cima.
    3) Rockshatter (sleight): Ansem se envolve em um escudo de energia e ataca pontos aleatórios da tela, sempre rebatendo ao chegar na parede.
    4) Dark Shadow (sleight): Guardian sai das costas de Ansem e faz um ataque parecido com Dark Aura de Riku, porém, saindo do chão, e não dos lados da tela. Dá para ver de onde Guardian vai sair, mas ele é rápido demais para você tentar ser engraçadinho, e ele também acerta várias vezes na subida.

    Ansem usará sua carta logo no começo, que tem o efeito de não deixar você ver se ele está fazendo um sleight ou não. Isso quer dizer que você não verá as cartas no canto superior direito, quando Ansem as estiver juntando, e nem verá quando elas descerem para a parte de baixo da tela. Quando você vê, já é tarde, Ansem já usou um sleight. Use a carta Parasite Cage para anular o efeito da carta do Ansem.

    A estratégia aqui é quase a mesma da luta passada com Ansem, tome mais cuidado com o seu HP agora (a carta do Mickey não aparece frequentemente), e você só pode usar a carta do Oogie Boogie uma vez por luta. Se Ansem começar a fazer uma sequência do golpe "Submit!", afaste dele e comece a pular, pois nada fará ele parar tão cedo, se você ficar parado levando os golpes. Lembre também de usar as cartas 0 para quebrar os sleight de Ansem, mas se você estiver confiante, pode tentar desviar dos sleights, é difícil mas não impossível.

    Sempre faça a manobra de pulo (duas vezes B, apenas em Dark Mode) e ataque Ansem. Esse ataque tira muita energia do Ansem, e junto com a carta Dragon Maleficent, causa danos incríveis no chefe. Mas, mesmo com esse ataque, não force demais a barra, sempre pule bem alto (segure B) antes de dar o segundo pulo, assim você evita o ataque do raio, caso Ansem o solte. Esse pulo alto também serve para desviar do sleight Rockshatter, embora você tenha que correr para o canto da tela. Não dá para pular por cima de Ansem durante esse sleight, o que esse pulo alto faz é te tirar do alcance de Ansem no exato momento em que ele rebate em uma das laterais.

    Fique estocando as cartas do Mickey, não deixe elas ficarem no baralho, pois podem te atrapalhar, fazendo você apertar o botão R ou L mais vezes, antes de chegar nas cartas de valor 0. Quando estiver faltando uma barra de energia, use a carta do Jafar, para evitar que Ansem quebre seus ataques, e vença bem mais facilmente. Não é bom usar essa carta antes, já que ela só dura 20 ataques. Não que os 20 ataques não sejam suficientes para tirar uma barra de energia de Ansem, dá para tirar até mais que isso. Mas o que torna isso impraticável é o fato de Guardian defender alguns desses ataques do pulo duplo.

    -----
    E é isso. Curta o final, e uma espécie de prólogo para Kingdom Hearts 2. A música que toca no final é "Simple and Clean", da cantora Hikaru Utada. Essa música também é tocada no final de Kingdom Hearts 1.

    Fonte: http://www.gamefaqs.com/portable/gbadvance/file/919011/44451

    0 Comentários: