quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

    Dados - Parte 1 - Um breve histórico do Blog

    Olá para todos! (o "todos" refere-se à umas duas pessoas...). Ufa! Não tive tempo nem oportunidade pra postar nada durante a semana. Na verdade, nem esse é o momento certo, já que eu deveria estar trabalhando... Não sei se meu chefe entra aqui no Blog (se entra, me desculpa, Evandro! Hehe... Mas é que acho que não tenho muita coisa pra fazer aqui hoje, você sabe, né?...), mas resolvi fazer esse post no decorrer da tarde.

    Não sei se é um assunto que lhes interessa. São apenas Dados! Bom, não aqueles de seis lados com bolinhas pretas, se isso veio à sua mente! Eu quero dizer, informações...

    Pra quem não sabe, eu sou membro do Blogger desde outubro de 2008. A princípio, criei um Blog pra falar apenas de Super Mario RPG, aquele de Super Nintendo... Mas, como eu não consegui zerar a desgraça do jogo, o excluí. Mas no dia 19 de fevereiro de 2009, criei o "Sasuke Uchiha Blog", pra falar de amime, mangá e games. A partir do dia 20 de abril, influenciado por um novo amigo (tocadoelfo.blogspot.com), percebi que só falar de games não fazia o meu estilo. Então dei armas asas à minha imaginação e comecei a escrever a maior superprodução literária de todos os tempos: "My Story". A partir daí comecei a postar coisas mais pessoais, ou mesmo algo que eu achasse legal ou gostasse. Surge então, em meados do ano passado, o "Blog do John".

    No começo deste ano, tentei melhorar o layout e disponibilizar mais informações pessoais minhas. Já que havia terminado os estudos, e estava completamente sem nada pra fazer,tentei aumentar a frequência de postagens, embora não tenha passado de 3 em janeiro.

    Mas... esse mês, ao que me parece, estou batendo todos os recordes do Blog! Com esse, serão inacreditáveis 6 posts! \o/ Hehe. E olha que ainda pretendo escrever mais uns dois, antes de março chegar...

    Pois é! Logo agora que eu gostaria de publicar bom conteúdo diariamente (ou quase), é o momento em que eu menos tenho oportunidade de fazer isso... Espero que as coisas se resolvam para o meu lado e que esse tal momento oportuno não demore muito pra aparecer...

    Mas, mesmo assim, agradeço à todas as pessoas (meia dúzia, no máximo...) que se interessam em ler as bobeiras que eu escrevo aqui. Agradeço também aos indivíduos de bom coração que comentam lá no fim das postagens... Afinal, um Blog não é nada sem opiniões alheias, certo?...

    E é isso... Agradeço de novo (quanta puxação de saco... Kk.). E espero que futuramente seja mais prazeroso dividir informação com vocês, quando eu ter certeza de que o mundo já está sob meu controle... Hehehe.

    Ah, sim! Ainda tem a segunda parte de "Dados", que vou escrever e postar o quanto antes. 

    Agora, estou indo. Tchau pra quem fica. Valeu pra quem leu.

    1 Comentários:

    Roquenrow disse...

    "A princípio, criei um Blog pra falar apenas de Super Mario RPG, aquele de Super Nintendo... Mas, como eu não consegui zerar a desgraça do jogo, o excluí." KKKKKKKKK


    Tranquilo ficar sem postar coisas diariamente. A maioria dos blogs consegue isso, porque simplesmente repassam informações.
    O escritor do blog ve alguma coisa que ele gosta em algum site, normalmente do exterior, pega a notícia, dá umas modificadas para ficar no estilo de seu blog, cita a fonte e posta. Isso que acaba dando mais visitas para o blog e também, mais posts.

    Agora, blogs iguais o meu e o seu em que, na maioria dos posts, são escritos textos próprios, sem muita informação, e que, basicamente, são pensamentos em forma de textos, são mais difíceis de terem posts diàrios, já que a inspiração para escrever textos livres assim não está sempre a um alcance fácil.
    Normalmente, como já disse no meu blog, eu esqueço as minhas ideias supimpas para posts.

    E você disse para ter papel e lápis perto para anotar as coisas, mas nem isso funciona. É só eu chegar perto de um lápis que esqueço o que queria escrever, mas normalmente acaba saindo algum desenho legal.

    Skype: roquenrow.gus
    Eu entro pouco nele, mas entro.

    Acho que esse foi o comentário mais longo que eu já escrevi.